Sábado, 13 de Outubro de 2007

O melodrama do melanoma (crónica Revista Atlântico)

 
Chegado ao fim do verão chego à conclusão que a melhor hora de ir à praia é de noite. Porque se nos idos de Julho e à semelhança de anos anteriores se alertava calmamente para os perigos do sol entre o meio dia e as 16 horas, este ano a coisa animou. De tal forma que alguém distraído ligasse o rádio a tempo de ouvir a "fortíssima incidência de raios ultra violeta" pensaria estarmos a ser invadidos por extraterrestres. Coisa de fazer inveja a um qualquer Orson Wells. Percebendo do que se tratava não ficaria melhor pois depressa se daria conta de que teria que fazer, como eu fiz, uma lista, após verificar a impossibilidade de o meu cérebro se lembrar diariamente de tudo, entre protector solar de factor de protecção não inferior a... (lá está, já me esqueci. Onde é que eu pus a lista?); boné; óculos escuros com protecção contra raios UVA, UVB, Lazer e se possível raios-X; usar t-shirt (bom saber porque com 40º a pessoa tem tendência a usar camisola de lã de gola alta); chapéu de sol (absolutamente útil para quem mora em Beja) e demais parafernália que fui adicionando à medida que iam sendo acrescentados ao rol radiofónico.
 
Para ajudar, quantas mais coisas precisava de aplicar sobre a minha pele, cabeça e demais áreas, menos tempo fui tendo porque avançando a estação pelos de Junho e Agostos, a hora fatídica foi sendo subrepticiamente aumentada até me dar conta que poderia ir seguro à praia em horas veraniegas entre as 9 e as 11 e entre as 17 e as 19. Ora como entre as 9 e as 11 não tinha tempo para me apetrechar, preparar as coisas para a praia, encontrar um lugar para estacionar, o carro no alcatrão e a família na areia, porque quando finalmente conseguia já eram 11 e entre as 17 e as 19 mal acabava de desbesuntar-me das protectoras películas cremosas, aplicar after-suns mesmo que não tenha chegado a apanhar sun nenhum quando dava por mim era hora de jantar, cheguei à conclusão de que a melhor hora é mesmo à noite.
 
depositado por joao moreira de sá às 23:49
linque | depositar opinião | se calhar vou guardar isto
2 comentários:
De allungamento del pene a 20 de Outubro de 2010 às 15:33
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em seu blog que bom!
De viaggi in spagna a 10 de Dezembro de 2010 às 14:16
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou estudando Português, eu não consigo entender tudo, mas quase! ;)

queria dizer uma coisa

mais sobre mim

Quem???

Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 39 anos (embora um teste da Sábado diga que na realidade tenho 47). Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever. jmoreiradesa@gmail.com

Os belogues do Arcebispo (e da editora)

outros textos

Mudanças

Lista para o Pai Natal

Diálogos I

O Reverso (alucinação lit...

O melodrama do melanoma (...

Exercícios de alterar pal...

Exercícios de partir pala...

Letra para Jurado de Oper...

Revista Atlântico - Carto...

Revista Atlântico - Carto...

depósito

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

pesquisar

 

PUB

blogs SAPO

subscrever feeds